Prefeituras da região de Sorocaba foram alvos de ação da PF contra desvio de verbas da merenda

10/05/2018

As cidades de Sorocaba, Mairinque, Votorantim e São Roque foram alvos ontem (9) da operação “Prato Feito” da Polícia Federal em conjunto com o Ministério Público Federal (MPF) e a Controladoria Geral da União (CGU). A operação investiga o desvio de recursos federais para merenda escolar, uniformes e material didático nos estados de São Paulo, Paraná, Bahia e  Distrito Federal.

Os recursos, que podem chegar a R$ 1,6 bilhão, foram repassados por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae). Há indícios de envolvimento de 85 pessoas: 13 prefeitos, 4 ex-prefeitos, 1 vereador, 27 agentes públicos não eleitos e outras 40 pessoas ligadas à iniciativa privada.

Em Sorocaba, os policiais chegaram por volta das 8h40 no Paço Municipal e cumpriram três mandados de busca e apreensão no setor de licitações e contratos. Em nota, a prefeitura informou que o secretário de Licitações e Contratos, Hudson Zuliani, e o de Assuntos Jurídicos, Gustavo Barata, acompanharam o trabalhos dos agentes.

A equipe permaneceu no local por cerca de cinco horas. Ainda conforme a prefeitura, a cidade foi incluída na operação porque mantém contrato com empresas investigadas pela PF.

Na Prefeitura de Votorantim, os policiais entraram com um agente da Procuradoria Geral da República. Durante o cumprimento de quatro mandados de busca e apreensão, eles foram até a sala da administração e depois ao setor de licitação, onde apreenderam dois contratos referentes à compra de produtos da merenda escolar.

Em nota, a Prefeitura de Votorantim informou que os agentes federais solicitaram documentação relativa a dois processos sobre merenda, cujos contratos foram firmados em 2010 e 2014, tendo sido entregues pelos servidores dos respectivos departamentos todos os documentos em sua forma original. Fonte: G1

Tweets
Voltar ao Início