Rodízio de abastecimento será mantido até domingo; situação melhora nas represas

12/11/2019

O Saae de Sorocaba vai manter o sistema de rodízio no abastecimento de água, pelo menos, até o próximo domingo (17). A lista dos bairros com os respectivos dias de interrupção programada no abastecimento está disponível nos portais da Prefeitura (www.sorocaba.sp.gov.br) e do Saae (www.saaesorocaba.com.br). O anúncio foi feito nesta segunda-feira (11) pelo diretor geral da autarquia, Mauri Pongitor. Ele explicou que objetivo é tentar conseguir recuperar um pouco mais as represas do Ipaneminha e Ferraz/Castelinho, que já apresentam uma situação melhor do que a registrada quando do anúncio do rodízio, no dia 4 deste mês. “Ao final desta semana vamos fazer uma nova avaliação da situação dos nossos mananciais e verificar a necessidade, ou não, da manutenção do rodízio”, afirma Pongitor.

As chuvas registradas nos últimos dias, a queda da temperatura e o envolvimento da população em racionalizar o uso da água foram determinantes para que a cidade conseguisse enfrentar os problemas de abastecimento. A situação vinha se agravando em razão do longo período de estiagem, sem o registro de chuvas consistentes e com índices pluviométricos muito abaixo das médias históricas, principalmente nos últimos meses de agosto e outubro.

De acordo com o diretor geral do Saae, a colaboração da população, que entendeu a gravidade da situação, foi fundamental para que a situação desta semana fosse muito melhor do que a vivida na semana passada, quando foi determinado o início do rodízio no abastecimento. Mauri Pongitor destaca que, no primeiro ciclo do rodízio, houve uma economia no sistema que atingiu 9% no Cerrado e 24% no Éden.

No que diz respeito ao nível das represas, que apresentavam os piores cenários na semana passada, as chuvas dos últimos dias ainda não foram suficientes para recuperar os sistemas de armazenamento de água bruta. A represa Ipaneminha, que estava em situação crítica – com apenas 2% de sua capacidade, teve uma recuperação significativa, chegando aos 23%. Já as represas do sistema Ferraz/Castelinho que estavam com apenas 8% de sua capacidade de armazenamento preenchida, atingiu os 15% com as chuvas dos últimos dias.

“Esperamos que as chuvas continuem, que a população mantenha-se atenta e evitando desperdícios de água”, destaca Mauri. A cidade ainda não vive uma situação confortável no sistema, por isso adota uma postura conservadora e vai manter o rodízio pelo menos até domingo. “Juntamente com a prefeita Jaqueline Coutinho, decidimos que, no final desta semana, faremos uma avaliação da situação para verificar a necessidade, ou não, da manutenção do sistema de rodízio no abastecimento”, concluiu o diretor geral do SAAE. Secom/Sorocaba

Tweets
Voltar ao Início