Saúde de Sorocaba faz alerta sobre o mosquito Aedes aegypti

04/10/2018

Eliminar o mosquito Aedes aegypti é a principal forma de reduzir os casos de dengue, febre amarela, chikungunya e vírus da zika. Sorocaba está em alerta para evitar, principalmente, uma nova epidemia de dengue como a registrada em 2015, quando mais de 56 mil pessoas foram infectadas.

De acordo com os números atualizados do boletim epidemiológico, divulgados ontem, desde o início do ano foram registrados 26 casos de dengue na cidade, quase que a metade dos casos contabilizados no ano passado: 65.

Já de febre amarela, até agora, foram cinco diagnósticos, todos de pessoas infectadas fora da cidade. Um dos pacientes morreu. Em 2017, a saúde registrou apenas um caso de febre amarela.

Levando em conta os 28 registros de febre chikungunya deste ano, Sorocaba é o segundo município com mais casos da doença no Estado de São Paulo, ficando atrás apenas da capital. No ano passado, foram 34 diagnósticos.

Tweets
Voltar ao Início